Consumo de café deve crescer 3,5% este ano, estima Abic

Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo Herszkowicz: colheita em 2018/19 não deve ser tão grande quanto se esperava O consumo de café no Brasil pode crescer 3% […]

Blairo já vê fim de embargo dos EUA à carne in natura

Por Kauanna Navarro | De São Paulo O embargo à carne bovina in natura brasileira pelos Estados Unidos chegará ao fim em outubro, informou ontem Blairo Maggi, ministro da Agricultura. […]

CRESCE CAPTAÇÃO DE FUNDOS DE AÇÕES DO BRASIL, APONTA EPFR

Por Eduardo Campos | De Brasília Os fundos de ações e dívida com foco nos mercados emergentes completaram a quinta semana consecutiva de captação de recursos no período encerrado dia […]

INABILITAÇÃO DE EXECUTIVO DO CRUZEIRO DO SUL É MANTIDA

Por Vinícius Pinheiro | De São Paulo O Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, o Conselhinho, manteve a pena de inabilitação de Luis Felippe Índio da Costa e Luis […]

PESSOAS FÍSICAS COMEÇAM A PUXAR VOLTA GRADUAL DOS EMPRÉSTIMOS

Por Sérgio Tauhata | De São Paulo Marcelo Kopel, do Itaú Unibanco: começamos a ver uma melhora na demanda A retomada do crédito já começou. E, embora tenha engatado apenas […]

NOVAS EMPRESAS QUEREM MUDAR COBRANÇA DE DÍVIDA

Por Vinícius Pinheiro | De São Paulo “Não falamos em cobrança nem em negativação, queremos resolver o problema sem conflito”, diz Lahoud, da QueroQuitar! Uma pequena sala com dez funcionários […]

ÍNDICES FINANCEIROS POSITIVOS ANTECIPAM REAÇÃO ECONÔMICA

Por Arícia Martins | De São Paulo Uma espécie de círculo virtuoso começa a se desenhar no mercado financeiro, apesar da crise política que ganhou novos contornos a partir da […]

BIS FAZ ALERTA PARA “DÍVIDA GLOBAL OCULTA” DE ATÉ US$ 14 TRILHÕES

Por Assis Moreira | De Genebra Claudio Borio, chefe do Departamento Monetário e Econômico do BIS: ausência de inflação intriga e eleva tomada de risco O Banco de Compensações Internacionais […]

Carne bovina atiça protecionismo europeu

Por Assis Moreira | De Genebra Juncker, presidente da Comissão Europeia: em busca de entendimento Setores protecionistas da Europa estão alarmados diante de indicações de que a União Europeia pretende […]

GRUPO FLEURY VOLTA A FAZER AQUISIÇÕES

Por Beth Koike | De São Paulo Carlos Marinelli, do Fleury: “Nossa última aquisição foi em 2011 com o Lab’s” Após seis anos sem fechar aquisições, o Fleury volta às […]

19/07/2017

Raia Drogasil deve ocupar o Nordeste até 2018

Por Adriana Mattos | De São Paulo

A Raia Drogasil está avançando sobre o mercado do Nordeste de forma que, no prazo de um ano, no máximo, deve terminar de operar em todos os Estados da região. Ainda falta abrir unidades no Ceará, Piauí e Maranhão. Em 2017, vai entrar no Ceará – hoje começa a inaugurar as primeiras lojas em Fortaleza – e deve abrir pontos no Piauí ou no Maranhão. Ainda não está definido qual dos dois Estados será escolhido. O grupo divulga seu demonstrativo financeiro do segundo trimestre no dia 27.

Quando o “Projeto Nordeste”, como a companhia chama internamente, estiver completo e mais maduro, a expectativa é que a participação de mercado nos Estados da região supere a fatia registrada no Sul do país, disse ontem o presidente da empresa, Marcilio Pousada. “O ‘share’ [participação] no Nordeste deve ficar um pouquinho maior do que no Sul. Fomos ganhando mercado no Nordeste porque a concorrência perdeu terreno”, disse ele. A Brasil Pharma encolheu na região, fechando mais de 30 lojas em dois anos.

Segundo dados do primeiro trimestre de 2017, a Raia Drogasil elevou de 3,1% para 5,7% a participação de mercado no Nordeste no espaço de um ano. No Sul, a fatia subiu de 5,4% para 6,7% – ou seja, uma diferença de um ponto percentual entre as áreas. A empresa utiliza a bandeira Drogasil no Nordeste. A empresa entrou na região em 2012, pela Bahia.

A varejista mantém a previsão de 200 aberturas no país em 2017 – foram 212 no ano passado. O valor a ser investido deve seguir mesmo patamar. Dos R$ 489,1 milhões investidos em 2016, R$ 315,1 milhões foram para abertura de lojas.
Hoje, a varejista abre as primeiras farmácias no Ceará, com inauguração de três lojas em um bairro de classe média de Fortaleza, e uma quarta unidade deve ser inaugurada nos próximos dias na mesma cidade.

Cada abertura da empresa tem gerado investimentos de R$ 2 milhões a R$ 2,5 milhões, pelos cálculos do mercado. A empresa não informa valores exatos.

Os recursos estão saindo do caixa atual do grupo, que emitiu três meses atrás cerca de R$ 300 milhões em debêntures – o dinheiro foi destinado ao capital de giro. O caixa da empresa ao fim de março era de cerca de R$ 180 milhões (antes da emissão de debêntures). A Raia Drogasil é a maior rede de farmácias do país, com 1,5 mil lojas.

Quando completar as aberturas em todos os Estados do Nordeste, a operação deve ser atendida por dois centros de distribuição, em Salvador e em Jaboatão dos Guararapes (o mais antigo), sendo que o primeiro deve atender especialmente Estados como Alagoas, Sergipe e Bahia. E o de Jaboatão dos Guararapes, para Estados acima de Pernambuco. O centro de distribuição de Salvador deve ser inaugurado entre agosto e setembro.

Somados, os dois centros têm capacidade para atender entre 350 e 400 lojas – em março, eram 98 pontos de venda no Nordeste, portanto, há espaço em termos de logística e distribuição para ampliar a operação. Para efeito de comparação, a Pague Menos, uma das maiores na região, operava 522 unidades nos Estados nordestinos.

Neste ano, analistas acreditam numa taxa de crescimento da receita da Raia Drogasil em ritmo inferior ao apurado no ano passado por causa do efeito de reajustes de preços menores nos medicamentos, de até 4,76% neste ano, versus 12,5% em 2016. A Raia Drogasil normalmente compra mercadorias antes do reajuste e vende posteriormente, pela nova tabela, com ganhos de margem e receita. Com provável ganho menor neste ano, são os números das aberturas de lojas (além de aumentos de eficiência) que devem ajudar a reforçar os resultados de 2017.

Via: Folha de São Paulo — Clipping de notícias de Marcus Herndl Filho, com informações do país e do mundo, além de finanças, economia e demais temas pertinentes.
< Voltar ao início

contato@marcusherndl.com.br

© 2014 - Todos os direitos reservados - Marcus Herndl

Goodae