Carne-bovina-ganha-competitividade-em-relação-a-carne-de-frango-em-maio

Carne bovina atiça protecionismo europeu

Por Assis Moreira | De Genebra Juncker, presidente da Comissão Europeia: em busca de entendimento Setores protecionistas da Europa estão alarmados diante de indicações de que a União Europeia pretende […]

alphaville-1

GRUPO FLEURY VOLTA A FAZER AQUISIÇÕES

Por Beth Koike | De São Paulo Carlos Marinelli, do Fleury: “Nossa última aquisição foi em 2011 com o Lab’s” Após seis anos sem fechar aquisições, o Fleury volta às […]

negociação-distributiva

CORTE DE TAXA DE ADMINISTRAÇÃO OPÕE CSHG A EX-EXECUTIVO

Por Adriana Cotias | De São Paulo Freitas, da Hedge: convocação de AGE para eleger comitê é medida “protelatória” Uma discussão sobre a redução da taxa de administração do fundo […]

Leonidas_Herndl-Ibovesp0001-Marcus_Herndl_Filho

IBOVESPA RESISTE À REALIZAÇÃO DE LUCROS E SOBE PARA 74.788 PONTOS

Por Chrystiane Silva e Juliana Machado | De São Paulo As perspectivas positivas com a retomada do crescimento econômico e a queda dos juros faz com que a bolsa de […]

size_960_16_9_gpa2

ABILIO DINIZ INICIA PROCESSO CONTRA GPA POR ALUGUÉIS

Por Paula Selmi | São Paulo O empresário Abilio Diniz decidiu levar à câmara de arbitragem a discussão com seu ex-sócio Casino, controlador do Grupo Pão de Açúcar (GPA), a […]

SerEducacional2014-03-09 às 11.38.42

GRUPO SER NEGOCIA AQUISIÇÃO E FARÁ AUMENTO DE CAPITAL

Por Beth Koike | De São Paulo A Ser Educacional informou ontem que está negociando a aquisição do controle de uma instituição de ensino, cujo nome não foi revelado. A […]

jbs

JBS VENDE IRLANDESA MOY PARK E ALONGA DÍVIDA

Por Vanessa Adachi, Fernando Lopes, Fernanda Pressinott, Camila Souza Ramos e Rodrigo Rocha | De São Paulo Lovette, CEO da Pilgrim’s: aquisição posicionará a companhia “como player global” Não é […]

Grãos

SISTEMA AJUDARÁ A NORTEAR COMPRA DE GRÃOS

Por Bettina Barros | De São Paulo Indústria e organizações ambientais apresentarão hoje, em São Paulo, a “Agroideal”, uma nova plataforma para a cadeia da soja. Mas, diferentemente de outras […]

café-1

MERCADO VOLTA AS ATENÇÕES PARA A PRÓXIMA FLORADA DO CAFÉ

Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo Após uma florada antecipada da safra 2018/19 em regiões de café do Sudeste brasileiro, induzida por chuvas em agosto, produtores e […]

3-31.08

Tributação 300% maior faz empreendedor individual resistir a virar microempresa

Por Thais Carrança | De São Paulo Por R$ 182, o administrador de empresas Bruno Di Carlo Capanelli se viu diante de um dilema. Microempreendedor individual (MEI) desde 2015, o […]

11/08/2017

Dona da JBS injeta R$ 490 milhões no Banco Original

size_810_16_9_jbs

Por Luiz Henrique Mendes e Carolina Mandl | De São Paulo

A J&F Investimentos, holding da família Batista, injetou cerca de R$ 490 milhões no Banco Original em julho. O aporte de metade desses recursos foi feito por meio da transferência de ações da JBS detidas pela FB Participações – veículo por meio do qual os irmãos Batista controlam a JBS -, enquanto outros R$ 245 milhões foram realizados em dinheiro, segundo o Valor apurou.

Procurada, a J&F informou que a transferência de ações se deu porque a holding comprou uma carteira de crédito do Original. A J&F não confirmou o valor do aporte em dinheiro. Em nota, a holding disse que “trata-se de uma operação de rotina do banco”. De qualquer forma, com a operação o banco “trocou” ativos menos líquidos por outros mais líquidos. Em março, data da última informação disponível, o Original possuía uma carteira de crédito de R$ 2,55 bilhões, conforme dados do Banco Central (BC).

De acordo com um formulário protocolado ontem pela JBS na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no dia 11 de julho uma ordem de transferência de ações foi celebrada entre a FB Participações e o Banco Original, com a intermediação da Itaú Corretora.

Ao todo, foram transferidas 35 milhões de ações da JBS, ao preço de R$ 6,99. Naquele dia, esses papéis valiam R$ 245 milhões. Com a recente alta das ações da empresa, os papéis agora detidos pelo Original valem cerca de R$ 280 milhões.

Em 30 de junho, último dado disponível, o Banco Original tinha 5,4 milhões de ações da JBS, o equivalente a 0,19% das ações da empresa de carnes. Com as transferências, a fatia do Original na JBS fica próxima de 1,5% do capital da companhia de alimentos. Questionado pelo Valor sobre a transação, o BC afirmou que não comenta casos específicos.

Essa não é a primeira vez que a J&F ajuda o Banco Original. Numa operação atípica, o banco vendeu a marca para os controladores, por R$ 422 milhões, o que assegurou o lucro do banco no ano passado. Não fosse essa venda, o Original teria registrado um prejuízo de R$ 278,6 milhões em 2016.

No primeiro trimestre, o banco Original registrou um prejuízo de R$ 144,6 milhões, de acordo com dados entregues ao BC. A instituição encerrou março com um patrimônio líquido de R$ 2,1 bilhões e R$ 8,2 bilhões em ativos totais.

O banco da família Batista ganhou corpo em março de 2011 depois da compra do banco Matone em uma operação financiada pelo Fundo Garantidor de Créditos em R$ 1,85 bilhão ao custo de CDI. Agora, a eventual venda do banco da J&F esbarra justamente nessa dívida, que é avaliada em R$ 3,2 bilhões. A cifra é acima daquela esperada numa eventual venda do Original.

Via: Folha de São Paulo — Clipping de notícias de Marcus Herndl Filho, com informações do país e do mundo, além de finanças, economia e demais temas pertinentes.
< Voltar ao início

contato@marcusherndl.com.br

© 2014 - Todos os direitos reservados - Marcus Herndl

Goodae